expo "o circo chegou! vamos todo até lá!"

Exposição inspirada na música "O Circo Chegou" de Jorge Ben Jor.

Galeria Homegrown, Ipanema, Rio de janeiro, Fevereiro de 2015.

O Circo Chegou: vamos todo até lá” intitula a segunda exposição solo do artista e designer Felipe Motta aka MOTTILAA, na Homegrown. MOTTILAA se apropria da atmosfera e dos personagens citados na clássica música

“O Circo Chegou”, de Jorge Ben Jor (do disco 'Ben', 1972), para criar sua própria narrativa imaginária e emocional.

Fã declarado do cantor, MOTTILAA dialoga com a ingenuidade, o humor sutil e o lirismo; atributos que entrelaçam e permeiam a obra dos dois artistas.

O circo, tão imaginado em devaneios ao som da música, finalmente ganhou corpo. Felipe resgata suas memórias de expectador atento, e se lança ao desafio de interpretar e recriar todos os personagens citados na canção de Ben Jor, com um perfume sentimental e nostálgico. Os personagens, tão singulares e também tão presentes na obra de MOTTILAA, desta vez ressurgem “orgulhosamente” direto do picadeiro de um circo, simples e interiorano, para as paredes da Homegrown.

 

por Marianna Cersosimo

 

*Fotos/photos: Henrique Madeira

“O Circo chegou! Vamos todo até lá!” 

Acrílica sobre tela de Cedro.
120 x 80cm

“Tereré, o palhaço que é ladrão de mulher”

Acrílica sobre madeira MDF

40 x 50 cm

“A Girafa Seresteira”

Acrílica sobre madeira MDF

40 x 70cm

“Um Macaco Cientista”

Acrílica sobre madeira MDF

40 x 50 cm

“O Homem Avestruz”

Acrílica sobre madeira MDF

40 x 70 cm

“A grande cartomante, a internacional Deise -a mulher do homem que come raio-laser”

Acrílica sobre madeira MDF

40 x 50cm

“Tereré, o palhaço que é ladrão de mulher”

Nanquim e aquarela sobre papel Fabriano 240g/m2

47,5 x 60 cm

“Um Urubu que toca flauta e violão”

Aquarela sobre papel Canson Mi Teintes 160 g/m2

44,5 x 55 cm

“A Cabra Ciclista”

Lápis de cor sobre papel Canson Mi Teintes 160 g/m2

40 x 49 cm

“Uma Orquestra de Sapo”

Aquarela sobre papel Canson Mi Teintes 160 g/m2

59,5 x 44,5 cm

“O Mágico que engole espada, come fogo, vira elefante e sai voando”

Lápis de cor sobre papel Canson Mi Teintes 160 g/m2

37 x 44,5 cm

“Um Anão Gigante e a Mulher Barbada”

Nanquim e aguada sobre papel Fabriano 240g/m2
34,5 x 50,5 cm

“Um Anão Gigante e a Mulher Barbada”

Nanquim e aguada sobre papel Fabriano 240g/m2
34,5 x 50,5 cm

“Calma minha gente que o leão é sem dente”

Aquarela sobre papel Canson Mi Teintes 160 g/m2

44,5 x 54,5 cm

“Uma linda sexy bailarina dançando ao som da escaldante banda do seu Tião brilhantina”
Nanquim e aguada sobre papel Fabriano 240g/m2
46 x 38 cm

Abertura. Homegrown, Ipanema, Rio de janeiro

06 de Fevereiro, 2015.

*Fotos/photos: Henrique Madeira